Educação Midiática e Científica em ambientes educacionais abertos

Consiste no desenvolvimento de metodologias para estimular uma educação científica através das mídias em ambiente escolar, partindo de uma crescente necessidade de se ampliar o diálogo com a sociedade e estimular uma educação científica ativa em espaços formais, informais e não-formais da ciência. Esse projeto estimula estudantes no desenvolvimento para novas possibilidades pedagógicas, buscando atrair jovens para carreiras científicas e tecnológicas.

Iniciativas:

Escrita e Sensações (2016.1) – Disciplina com metodologia aberta oferecida em diálogo com alunos de graduação e ensino médio dentro de uma escola pública.

Agência de Comunicação Popular (2018.1) – Disciplina de graduação que proporcionou experiências práticas de letramento midiático com crianças de escola pública na favela.

Mídia e Educação I (2019.1) – Disciplina com proposta aberta para desenvolver produtos midiáticos com alunos de graduação e ensino médio para a educação científica.

Práticas educativas na sociedade multimidiática – Iniciativa de pesquisa com aluno de ensino médio para o desenvolvimento de inovações para implementação de letramento midiático em escolas públicas.

Mídias na Escola – Projeto prático com aplicação de oficinas de mídia dentro de espaços escolares de instituições de ensino público de Niterói, atualmente em desenvolvimento na Escola Municipal Ayrton Senna, com a experiência “Ayrton em Cena”, que visa desenvolver o potencial criativo dos alunos a partir do audiovisual.

Produções científicas:

SOUZA DE SOUSA, L. FavelAção: experiências de letramento midiático através da pesquisa-ação. 2019. Dissertação (Mestrado em Comunicação). Orientação Profa. Dra. Thaiane Oliveira. Universidade Federal Fluminense, Niterói, Rio de Janeiro.

Equipe:

Lumárya Souza de Sousa – Thaiane Oliveira – Hugo Virgilio – Marco Bittencourt

Copyright 2019 - STI - Todos os direitos reservados